Vem...


Vem...
Chega de mansinho e deita aqui ao meu lado.
Envolve o meu corpo num abraço apertado.
Deixe que eu sinta a maciez da tua pele
e o pulsar da tua respiração ofegante.

Vem...
Provoca em mim aquele tesão desenfreado
Usufrui e se apodera do meu sexo molhado
Pede para ser amada e me chama de amado.

Vem...
Desmonta a minha falsa timidez
e deixa eu te amar outra vez
Beija meu corpo por inteiro
No rosto, no pescoço, na boca e no peito.
Dilacera minha alma e
geme de amor no meu leito.


Vem...
Amanhã não meu amor, vem agora
Grita, xinga, delira e chora.
Diz que me ama, que me odeia e que me adora.
Morde o meu corpo, me lambe, me suga e me devora.

Vem minha linda
Satisfaz o meu ego
Transformando o meu amor em tua fonte de prazer
Viaja comigo pelas estrelas e
faz de mim o teu eterno querer

Vem minha amada...
Explode de paixão em delírios alucinantes
e vamos fundir nossos corpos num verdadeiro êxtase de amor
Transformando esta noite no paraíso dos amantes.

Vem...
Vem amor...
Vem paixão...
Vem gostosa...
Vem tesão...
Vem...

Ago/2003
© Magno R Almeida
Obra registrada na Biblioteca Nacional
e protegida pela Lei 9610 de 19/02/1998

3 comentários:

Anônimo disse...

òTIMO EM TODOS OS SENTIDOS
TODAS AS POESIAS EROTICAS PERFEITAS
EU APRECIO ESTAS POESIAS ,APRECIEI MUITO
PARABENS
SILVIA

Anônimo disse...

Adorei a poesia

Jessica disse...

Parabéns..excelente