Noite de Amor

Liberte-se dos falsos pudores
e desfaleça em meus braços

Envolva-me em teus abraços
e eu serei teu fiel escravo

Saciarei tua sede de amar
e darei asas as tuas
alucinantes fantasias sexuais

Na penumbra deste palco sagrado,
aquecerei tua alma
com o calor dos meus beijos.
Banharei teu corpo
com a saliva da paixão
enquanto dedos indecentes,
guiados por mãos profanas,
encontrarão teu sexo
fazendo-te explodir de tesão


No ínterim desses delírios,
bocas famintas de prazeres carnais
navegarão nossos corpos
rumo ao cais primitivo
de nossos desejos

No ímpeto de nossas loucuras
trocaremos carícias, lambidas,
mordidas, abraços, beijos e afagos
até cairmos desfalecidos
em mais uma alucinante
noite de amor.

Fev/2008
© Magno R Almeida

Obra registrada na Biblioteca Nacional
e protegida pela Lei 9610 de 19/02/1998

6 comentários:

Te amo pra sempre! disse...

Amei os seus poemas.
Lindo de viver, obrigada pela sua visita ao meu cantinho.
Fique a vontade para linkar o meu blog no seu, tbém farei o mesmo no meu.
Beijos!

Anônimo disse...

ADOREI TEU BLOG. BEIJINHOS!

Anônimo disse...

Uiiii amei em vc quer ne vamo marcar alg dia para a gente se encontrar so q vc tem q tar toda pelada em para mete meu pinto na tua buceta na tua boca e no seu cuzinhoooooo meu serio ai te gozo toda chupo sua buceta vai ser muita sacanagem em bjkss

Anônimo disse...

Formidavel rsrs
Q vc continue assim

Anônimo disse...

parabem pela criatividade

Anônimo disse...

Aiii adoruuuu esse poema.